Controle Patrimonial no Setor Elétrico

controle-patrimonial-setor-eletrico
Entenda o que é o manual de Controle Patrimonial do Setor Elétrico, saiba mais sobre o Relatório de Controle Patrimonial e tenha excelência no controle dos bens no setor elétrico.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Controle Patrimonial no setor elétrico tem especificidades que o tornam ainda mais complexo.

Você já deve saber que este tipo de gestão é fundamental para qualquer empresa, mas quando o controle tem impacto sobre a vida da população em geral é uma responsabilidade ainda maior.

Ora, uma empresa que fornece energia elétrica tem como produto um ativo fundamental para a vida das pessoas, ainda mais na era cheia de tecnologias em que vivemos hoje.

Ter um perfeito Controle do Patrimônio é um passo decisivo para que a saúde financeira da empresa esteja firme, garantindo uma revisão de tarifas mais suave para os usuários do serviço.

Você que veio até o Blog da Integrade Consulting em busca de informações o controle patrimonial na área de energia elétrica deve conhecer o Manual de Controle Patrimonial do Setor Elétrico (MCPSE) , entender o que é o Relatório de Controle Patrimonial (RCP) , e estudar toda a regulamentação da ANEEL para uma excelente gestão dos bens da empresa.

RCP e MCPSE: Controle Patrimonial Perfeito

RPC é o Relatório de Controle Patrimonial, um documento que deve ser apresentado anualmente e que aponta todos os bens imobilizados da empresa.

Erros neste tipo de avaliação, quando detectados por uma auditoria, trazem enormes dores de cabeça e podem, inclusive, penalidades legais à empresa, como o pagamento de multas.

MCPSE é o Manual de Controle Patrimonial do Setor Elétrico é um documento elaborado pela ANEEL, Agência Nacional de Energia Elétrica, que indica como gerenciar e cadastrar no RCP as movimentações da instalações e dos bens das empresas do setor elétrico.

Uma vez que ele define regras claras para as concessionárias, os procedimentos passam a ser padronizados, assim facilitando o entendimento e a comparação entre as mais diferentes empresas do setor.

Alguns dos pontos mais importantes deste manual são os que determinam codificações específicas para as estruturas, a vinculação do Controle Patrimonial com as Ordens de Curso (como ODI, TUC, UC, entre outras), o conceito de Pontos de Fronteira e a periodicidade do envio do RPV por meio do ANEEL.

se inscreva em nosso boletim informativo

Mantenha-se informado e aprenda com os melhores

O que diz a ANEEL?

Manual de Controle Patrimonial do Setor Elétrico é um documento relativamente complexo, que exige experiência e know-how do gestor

Qualquer problema na produção do RCP pode vir a ser encontrado durante a auditoria independente a ser realizada (outra determinação da ANEEL).

Além disso, o RPC é um Laudo de Avaliação que vai ter impacto na base de remuneração da empresa. Sua versão final é homologada pela ANEEL como parte importante na revisão tarifária.

Segundo a agência, o MCPSE nasceu da “necessidade de revisar os controles patrimoniais existentes tendo em vista as significativas modificações ocorridas na legislação do Setor e nas tecnologias de controle patrimonial desde a publicação da Portaria DNAEE n° 815, em 30 de novembro de 1994”.

Assim, a criação de um manual de Controle Patrimonial do Setor Elétrico “atende a uma necessidade de controle do cadastro e das movimentações dos bens e instalações do Setor Elétrico brasileiro pelas concessionárias, permissionárias, autorizadas e pelo Órgão Regulador, para acompanhamento patrimonial e avaliação dos ativos em serviços outorgados de energia elétrica, tanto para fins tarifários como para fins de reversão”.

Como fazer o Controle Patrimonial perfeito no Setor Elétrico

É uma necessidade estratégica, e não só sob o ponto de vista da legislação, a excelência no controle dos bens de uma empresa. Dada a importância do setor elétrico, essa necessidade é ainda maior.

Quando um gestor tem indicadores precisos sobre a situação dos bens de uma empresa, ele tem melhores condições de administrar cada um dos bens de forma mais assertiva.

Qual é o momento certo para fazer manutenções e qual é o momento adequado para trocar um equipamento? Essa é apenas uma das respostas que serão encontradas nas avaliações de controle patrimonial.

No fim das contas, a gestão dos ativos é uma forma de respeito ao patrimônio da empresa e, uma vez que representa menores gastos operacionais, se tornando uma importante vantagem competitiva.

Para ter um controle patrimonial perfeito, busque uma empresa de consultoria que conte com profissionais treinados e com experiência no assunto. Converse com outros clientes desta empresa e faça pesquisas na internet para garantir a segurança nos resultados.

Terceirizar todos esses processos com a contratação de um Serviço de Outsourcing.

Empresarial pode ser um passo decisivo rumo a uma gestão mais eficiente de todos os bens da empresa, sejam eles permanentes ou de consumo.

Explore mais

inventariação
Inventário

Inventariação: como dar um salto de qualidade

Muitos não sabem mas uma inventariação pode trazer muitos benefícios para sua empresa, gerando um melhor controle de bens e fazendo os gestores tomarem melhores decisões estratégicas.

Você deseja melhorar a performance do seu negócio?

Nos envie uma mensagem

fale com a gente
Logo_rodapé_desktop

Av. Adolfo Pinheiro nº 1.000
Conj. 123 – 12º andar
Santo Amaro – São Paulo – SP
CEP: 04734-002
Fone: (11) 5081-5001

                    Redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Está interessado em algum dos nossos serviços?

Entre em contato agora mesmo!

× Entre em contato