Logo_integrade_Consulting-Horizontal

Tecnologia na gestão de ativos

Compartilhe esse post

Se você ainda não faz um uso massivo da tecnologia na gestão de ativos, está perdendo uma importante vantagem competitiva, como o blog da Integrade vai demonstrar neste artigo. Confira!

A tecnologia na gestão de ativos é uma realidade e não temos como voltar atrás. Se em um passado não muito distante a mesa de um gestor ficava cheia de relatórios, diferentes pastas e os mais diversos tipos de papéis, hoje ela precisa de dispositivos tecnológicos.
Por meio de programas e aplicativos, quem faz a gestão dos ativos de uma empresa tem as mais diversas informações, sejam elas globais ou específicas sobre cada um dos ativos, e ainda a possibilidade de fazer o cruzamento de todos esses dados.

O ativo imobilizado é o conjunto dos bens que fazem parte do dia a dia do funcionamento da empresa e que têm valor superior a R$ 1.200. Quaisquer máquinas, veículos, computador e até o imóvel onde a empresa está instalada são parte deste grupo.
A manutenção dos ativos, novos investimentos em veículos e informática, e reformas prediais certamente representam um custo que deve estar em qualquer orçamento organizado. Reduzir estes custos a partir de um planejamento preciso é parte da gestão de ativos.


Além disso, é preciso preservar os ativos por meio do bom uso e controlar o patrimônio para que ele não seja deteriorado ou até furtado por eventuais colaboradores mal intencionados. A gestão de ativos proporciona que os recursos da empresa sejam bem executados.
Ora, que gestor não quer evitar gastos desnecessários, otimizar a utilização dos bens e coibir fraudes? Isso é responsabilidade empresarial e, no fim das contas, significa a possibilidade de reservar mais recursos para outras áreas ou ainda oferecer uma margem de lucros maior ao fim das operações.


Além disso, existe também a necessidade contábil. A Lei 11638 e os Pronunciamentos Contábeis CPC 01 e CPC 27 regem as regras do Controle Patrimonial como obrigação da empresa. Falhas na execução podem gerar diversas penalidades que vão de advertências a multas que podem inviabilizar o futuro do negócio.

Ter toda a gestão de ativos organizada diariamente é um passo gigantesco para evitar qualquer penalidade imposta pelas autoridades, seja ela causada por um erro humano ou falhas no controle patrimonial.


Além disso, a tecnologia propicia agilidade na tomada de decisões, uma vez que os dados estão em nuvem, a apenas alguns cliques do gestor. Se no passado era preciso um tempo enorme para fazer o levantamento de informações e o cruzamento de dados, aplicativos hoje fazem esse mesmo trabalho em segundos.

O avanço da tecnologia móvel ainda permite que o gestor acesse esses dados onde quer que ele esteja. Se a empresa está em, digamos, São Paulo e o gestor foi para uma reunião nos Estados Unidos, não há problema: os dados podem ser checados imediatamente e sem a necessidade de deslocar uma equipe para fazer esse trabalho.


Introduzir a tecnologia na gestão de ativos significa aumento de produtividade, diminuição de despesas, maior assertividade de decisões, maior eficiência no aproveitamento dos bens e redução de erros e riscos de penalidades.
Ao somarmos todas as vantagens, constatamos que o gasto com tecnologia na gestão de ativos não é um gasto, mas sim um investimento na eficiência e a busca por um importante diferencial competitivo.


Sistemas do mais variados são encontrados aos montes com uma simples busca na internet. Se você quer escolher os melhores, converse com quem já usou estes sistemas e saiba quais são as melhores soluções que o mercado pode oferecer para a sua empresa.


Integrade Soluctions tem uma série de softwares que podem ajudar a dar um salto de qualidade na sua gestão. Conheça alguns:


● IAM (Integrade Asset Management) – Software de controle patrimonial especializado em gestão de ativos
● IGM (Integrade Geographic System) – Software desenvolvido para automatizar a gestão de inventário de ativo fixo
● IFM (Integrade Financial Management) – Software desenvolvido para uma gestão financeira eficiente.
● CRM (Custumer Relationship Management) – Software voltado para a gestão de relacionamento com os clientes
● IMI (Integrade Mobile Inventory) – Software desenvolvido para automatizar a gestão de inventário de ativo fixo.
● IPM (Integrade Property Management – Software desenvolvido para a gestão de propriedade de imóveis.


Cada um desses sistemas separadamente tem poder para melhorar bastante uma área específica da atuação da empresa no Controle Patrimonial. Quando usados em conjunto, os sistemas são ainda mais efetivos.

Compartilhe esse post

Explore mais

Controle Patrimonial

Controle patrimonial na área da saúde

Realizar o controle patrimonial de uma empresa (inclusive no setor da saúde) é uma das melhores maneiras de manter uma boa gestão financeira do negócio e otimizar uma série de

plugins premium WordPress

Está interessado em algum dos nossos serviços?

Entre em contato agora mesmo!

×

Hello!

Click one of our contacts below to chat on WhatsApp

× Entre em contato