comercial@integrade.com.br

(11) 5081-5001               

Atendemos em todo Brasil

(11) 5081-5001 | comercial@integrade.com.br

Etiqueta Patrimonial

Conheça os Tipos e Materiais

Você já sabe a importância de realizar o inventário de bens patrimoniais do seu negócio? Esse procedimento auxilia na otimização de diversos processos, como por exemplo, na identificação e contabilização de bens patrimoniais, para reconhecer a realidade da sua empresa e ajudar no controle físico e contábil dos ativos imobilizados, entre outras vantagens.

Uma das principais etapas desta atividade é a fase de execução do emplaquetamento de bens patrimoniais, é essencial para que todo o processo de inventariado seja eficiente, garantindo um sistema de controle dos ativos imobilizados.

Dada a importância desse elemento no processo de inventário patrimonial, neste artigo, vamos abordar algumas informações sobre os tipos de etiquetas patrimoniais, os materiais disponíveis no mercado e as vantagens e desvantagens de cada uma delas.

Por isso, continue acompanhando a leitura e confira os seguintes tópicos!

Tipos de etiquetas patrimoniais

Com os avanços tecnológicos em todos os setores de atuação, diversos procedimentos estão sendo otimizados para garantir resultados mais efetivos, inclusive no processo de emplaquetamento de bens patrimoniais.

Alguns exemplos disso são os tipos de etiquetas patrimonais disponibilizados no mercado que cada vez mais buscam tecnologias para o aprimoramento dos sistemas de placas.

Atualmente, existe também uma variedade de materiais que podem ser utilizados na confecção das plaquetas patrimoniais. Vamos conferir algumas informações sobre eles.

Os tipos de plaqueta são melhorados ao longo do tempo e de acordo com as demandas das empresas. Neste artigo, citaremos dois sistemas que estão sendo muito utilizados. São eles:

RFID

O sistema de RFID ou Radio Frequency Identification, é um tipo de tecnologia que utiliza frequências de rádio para coletar e enviar informações dos bens inventariados para uma base de dados.

Esse processo otimiza os procedimentos de identificação e contabilização dos bens e oferece outras vantagens, como:

  • maior alcance e controle dos ativos, uma vez que podem ser identificados sem o contato visual;
  • aumento da segurança em relação a furtos e roubos dos produtos;
  • mais economia;
  • possibilidade de reutilização das etiquetas;
  • maior agilidade nos processos, entre outras.
  • RIFD_INTEGRADE
    O sistema RFID possui dois elementos principais: a etiqueta ou tag de RFID e a antena RFID, que funcionam da seguinte maneira:
    Etiqueta ou tag RFID
    É onde está localizado o chip (chamado também de transponder) que vai receber as informações do bem. Esse processo inicialmente é feito de forma manual, porém, após a gravação das informações, sua leitura pode ser realizada de duas maneiras: passiva e ativa.
    Etiqueta passiva
    Essa etiqueta apenas emite sinal da antena e utiliza e alimenta seu próprio leitor interno. Ela não tem uma bateria própria e normalmente vem com as informações permanentemente gravadas de fábrica. Entretanto, pode ter seus dados regravados em alguns casos. Além disso, a etiqueta passiva tem um alcance menor em relação à etiqueta ativa.
    Etiqueta Ativa
    Na etiqueta ativa, o sinal é emitido por radiofrequência e, por possuir uma bateria própria, ela alimenta esse sistema. A bateria que ela possui determina a vida útil do equipamento, por isso duram menos que as etiquetas passivas. São mais caras por possuírem uma fonte de energia própria, todavia, são mais eficientes na leitura das informações e têm um alcance maior na leitura dos dados, além de uma capacidade de armazenamento maior.
    Antena RFID
    A antena RFID é o dispositivo que realiza o reconhecimento das informações do coletor de dados móvel.

    Código de barras

    A etiqueta patrimonial em código de barras é o modelo mais utilizado hoje no contexto de controle patrimonial e avaliação.
    Para produzir a etiqueta patrimonial , esse sistema utiliza o código de barras, a logo da empresa e a numeração, geralmente seguindo uma sequência lógica.
    As etiquetas de patrimônio são customizáveis e podem ser produzidas em diversos materiais, adequando-se ao tipo de ativo imobilizado que está sendo inventariado.

    Código de barras x RFID

    Como vimos, os dois sistemas funcionam muito bem no processo de inventário patrimonial. Existem empresas que optam por adaptar os dois métodos para criar uma espécie de backup caso algum incidente aconteça.

    A etiqueta patrimonial feita em código de barras aos poucos está sendo substituída pela plaqueta em RFID, pois, com um método mais otimizado, o processo de inventário patrimonial também se torna mais funcional. Entretanto, é comum encontrar hoje os dois métodos agregados.

    Quais são os materiais utilizados na confecção de etiquetas patrimoniais ?

    Os materiais utilizados na etiqueta patrimonial pode variar, pois são levados em consideração diversos fatores, como custo de investimento, ambientes de aplicação da placa e nível de resistência. Vamos conferir alguns deles!

    Plaqueta de alumínio
    integrade_plaqueta_aluminio

    As plaquetas de alumínio são as mais utilizadas do mercado, pois, apresentam a grande vantagem de ter um ótimo custo x benefício.

    Apesar de serem muito resistentes, elas não são muito indicadas para ambientes mais rigorosos tanto quanto as placas de aço inox, que apresentam uma resistência mais alta. Além disso, não são indicadas para superfícies curvas, pois não são muito flexíveis.

    integrade_plaqueta_aluminio
    Plaqueta de poliéster
    integrade_plaqueta_poliester

    As plaquetas de poliéster ou de outros materiais flexíveis são indicadas para ambientes menos extremos e pela sua maleabilidade, são ideais para superfícies curvas.

    Apesar de ter um custo mais baixo, não são tão resistentes e nem têm uma grande durabilidade, e por isso, não são a melhor opção em geral, sendo usadas em casos mais específicos.

    integrade_plaqueta_poliester
    Plaqueta de Aço inox
    integrade_plaqueta_aço

    A plaqueta em aço inox tem o material mais resistente entre as três, sendo a mais indicada para ambientes agressivos, pela sua maior durabilidade. Contudo, o custo é o mais alto quando comparada às placas de alumínio e a de poliéster.

    Assim como a plaqueta de alumínio, as placas de aço inox não são flexíveis e nem adequadas para superfícies curvas.

    integrade_plaqueta_aço

    Método de fixação

    Antes de fixar a etiqueta patrimonial nos bens de sua empresa certifique-se que a superfície está limpa, sem poeira, cola antiga ou qualquer outro tipo de impureza.

    Para a sua colagem, independentemente do seu tipo, devem ser fixadas utilizando adesivos ou colas confiáveis no mercado, que servem para todos os tipos de superfícies metálicas e não metálicas. Existem algumas restrições de ordem técnica: distância de leitura, posicionamento que oferecem obstáculos à operação.

    A visibilidade é importante, mas também, deve-se lembrar que a superfície metálica prejudica leitura da etiqueta e, portanto, há a necessidade de encapsulá-la com materiais que isolem os campos magnéticos.

    Também não ocorre a leitura se tiver um obstáculo com grande espessura entre a antena e a etiqueta.

    A posição de colagem da etiqueta patrimonial também é relevante, podendo incorrer em pontos cegos onde não há captura, dependendo do ângulo, por isso é uma convenção que os melhores lugares para a sua colagem sejam as extremidades.

    Em qualquer caso, é aconselhável que, antes de se iniciar um inventário, que se realizem testes reais para a definição e padronização do melhor local para a sua aplicação.

    Considerações Finais sobre as etiquetas patrimoniais

    Agora que você já conheceu a importância que a escolha de etiqueta patrimonial têm para o seu negócio durante o processo de inventário de bens patrimoniais, você já pode avaliar quais são as melhores opções para sua empresa, levando em consideração fatores como o tipo, material, custo x benefício, entre outros, e lembrando que você pode customizá-las de acordo com a necessidade da sua organização.

    E caso você precise de auxílio para a realização do seu inventário patrimonial, a Integrade Consulting, oferece as melhores soluções para sua empresa, com suporte durante todo o processo e operações de alta performance, de acordo com as demandas da sua organização.

    Gestão-do-Patrimônio

    Gestão do Patrimônio

    A gestão patrimonial estruturada oferece oportunidades de ganhos e tomada de decisões estratégicas que refletem positivamente nos resultados financeiros de...

    leia mais

    Etiqueta Patrimonial

    Em um inventário patrimonial, conhecer o tipo e material da etiqueta patrimonial disponível no mercado é muito importante.

    leia mais

    Conheça a Integrade Consulting

    A Integrade Consulting é uma empresa especializada em controle patrimoninal e avaliação, com uma solução completa para gestão patrimonial de bens. Entre em contato com um de nossos consultores especializados. E agende uma visita comercial para conhecer melhor o que nossos profissionais podem fazer pelos processos e sistemas de sua empresa. Conheça também nossas soluções e viste nosso Site Institucional.

    Logo_rodapé_desktop

    Av. Adolfo Pinheiro nº 1.000
    Conj. 123 – 12º andar
    Santo Amaro – São Paulo – SP
    CEP: 04734-002
    Fone: (11) 5081-5001