Valor, Preço e Custo: Conheça Suas Diferenças

Valor-custo-preço
Há quem não entenda a diferença entre valor, preço e custo, três conceitos bem diferentes quando se trata da gestão financeira de uma empresa.

Compartilhe esse post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Há quem não entenda a diferença entre valor, preço e custo, três conceitos bem diferentes quando se trata da gestão financeira de uma empresa. Não conhecer o que significa cada um deles significa um grande problema para o planejamento e para as tomadas de decisão do dia a dia.

Produtos com exatamente o mesmo preço podem ter custos totalmente diferentes e, da mesma forma, podem também representar valores distintos para quem os está comprando.

Blog da Integrade Consulting preparou este artigo para que você possa entender o que realmente representa cada um desses conceitos e para que você não se perca na organização do seu negócio. Acompanhe!

O que é preço?

Uma definição do substantivo masculino “custo” no dicionário é:

“Esforço que se emprega com o fito de se obter algo”.

Ou seja, o preço é o quanto você paga em unidade monetária por um determinado produto ou serviço, é um número monetário atrelado à aquisição desse produto ou serviço a ser adquirido.

Repare que esse número é tangível e pode ser comparado ao de outros produtos similares. Por exemplo, para que um pão seja comprado na padaria, ele deve ser trocado por um determinado número de moedas.

Ao precificar um produto, o gestor deve também ter plena noção do custo que ele representa e do valor que o consumidor enxerga nele. Vamos estudar estes dois conceitos para entender melhor.

se inscreva em nosso boletim informativo

Mantenha-se informado e aprenda com os melhores

O que é custo?

Uma definição do substantivo masculino “custo” no dicionário é:

“Esforço que se emprega com o fito de se obter algo”.

Vamos seguir com o exemplo do pãozinho que é comprado na padaria. Para se obter cada unidade, é necessário um esforço financeiro para a obtenção dos insumos (farinha, sal, água).

Por outro lado, também é necessário um esforço humano. Para que a padaria funciona (e venda o pão) são necessários o padeiro, o atendente, o caixa, entre outros. Em outras palavras é necessária toda uma organização que tem impacto direto no custo do produto.

Agora, imagine que essa padaria faz um pão diferenciado, único em toda a cidade. O custo desse produto pode até ser o mesmo de um pãozinho comum, mas a exclusividade vai gerar outra sensação de valor. Vamos saber mais!

O que é valor?

No dicionário, um dos sentidos de “valor” é:

“Medida variável de importância que se atribui a um objeto ou serviço, que, embora condicione o seu preço monetário, frequentemente não lhe é idêntico”

Podemos entender então que o valor é muito mais subjetivo do que o preço ou o custo. Ele está mais ligado à percepção que o comprador tem do produto ou do serviço do que com qualquer planilha possa determinar.

Você já ouviu uma pessoa que está com sede dizendo que “daria a vida por um copo d´água”? Exageros, à parte, isso significa que em determinado momento de muita sede o valor daquele simples copo de água (matar a sede) é maior do que a própria vida.

Profissionais de marketing conhecem (e trabalham) muito bem com o conceito de valor. Criar no consumidor a vontade e, por vezes até a necessidade da obtenção de um determinado produto faz com que o preço a ser recebido por ele seja muito maior.

Não basta apenas vender o seu “pãozinho”, é preciso criar no cliente a sensação de que ele vai se satisfazer ou se sentir especial ao comprar o produto.

Conte com especialistas!

Claro, o pãozinho sobre o qual falamos nesse artigo é apenas um exemplo simples para deixarmos mais clara a diferença entre preço, custo e valor. Essa distinção, no entanto, pode ser usada para qualquer outro produto.

Uma calça ou uma camisa de uma marca famosa será mais cara do que a de uma confecção que está dando os primeiros passos no mercado, ainda que a matéria-prima seja exatamente a mesmo.

Da mesma forma, um comércio ou uma indústria que consegue enxugar os seus custos apostando em softwares ou em conceitos inovadores de controle patrimonial, gestão financeira e fiscal, entre outras, representa um diferencial competitivo enorme e que pode ser visto no resultado final da empresa.

Conhecer a consultoria mais bem preparada e investir em processos que reduzam os custos são ferramentas poderosas para aumentar as vendas, os resultados e os lucros de uma empresa.

Explore mais

depreciação nos ativos tangíveis
Inventário

Os Impactos da Depreciação nos Ativos tangíveis

A depreciação de ativos tangíveis assim como o tempo é inevitável, por conta disso ter uma boa gestão patrimonial é essencial para manter sob controle o valor dos ativos.

Inventário de imobilizado
Inventário

Inventário de Imobilizado Porque e como fazer!

Está claro para o mundo empresarial que a gestão correta do patrimônio só traz benefícios. E ela começa com o inventário de imobilizado, ou seja, levantamento detalhado de tudo que a empresa possui, com o devido emplacamento.

Você deseja melhorar a performance do seu negócio?

Nos envie uma mensagem

fale com a gente
Logo_rodapé_desktop

Av. Adolfo Pinheiro nº 1.000
Conj. 123 – 12º andar
Santo Amaro – São Paulo – SP
CEP: 04734-002
Fone: (11) 5081-5001

                    Redes sociais

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email

Está interessado em algum dos nossos serviços?

Entre em contato agora mesmo!

× Entre em contato