comercial@integrade.com.br

(11) 5081-5001               

Atendemos em todo Brasil

(11) 5081-5001 | comercial@integrade.com.br

Entenda a classificação de

bens patrimoniais

A classificação de bens de uma empresa é um ponto importante para qualquer gestão patrimonial. Afinal, é preciso preservar e valorizar cada um dos ativos que compõe o patrimônio da empresa. Mas afinal, o que são bens patrimoniais? O conceito é simples.

Imagine a cena. Você chega pela manhã para trabalhar e percebe que o seu computador não está mais na mesa. Pouco depois, a própria mesa não está no lugar onde você antes a encontrava. Em questão de segundos, a própria sala e o edifício não estão mais lá.

Isso poderia até ser um filme de ficção científica, mas explica bem a materialidade dos bens que compõe o patrimônio da empresa. Ora, o personagem da nossa história não tem os recursos necessários para trabalhar. Em outras palavras, não tem os bens patrimoniais materiais necessários para isso.

Na continuação do filme, tudo o que é material volta para lá. No entanto, alguns ativos que o personagem não pode tocar desaparecem. Não há mais softwares, os contratos desapareceram e os consumidores, de uma hora para outra, não conhecem a marca dos produtos. Nem o logotipo d empresa existe agora, todos os bens imateriais da empresa sumiram!

Nós aqui do Blog da Integrade Consulting não sabemos ainda o final deste roteiro, mas a verdade é que o gestor da nossa ficção vai passar por poucas e boas para resolver essas questões.

Voltando ao mundo real, em que os bens patrimoniais materiais e imateriais seguem à disposição para o perfeito funcionamento da empresa, é hora de conhecer como podemos fazer a gestão a partir de suas classificações.

Leia também! Controle Patrimonial

Como classificar os Bens Patrimoniais materiais e imateriais

Existem diversas propostas para fazer a classificação dos bens patrimoniais e cada uma delas pode ser usada em um determinado momento, dependendo do objetivo que se busca. Uma das mais importantes, conforme você já percebeu, é entre o que se pode ou não tocar. O conceito é:

Ativos tangíveis
São os bens que existem fisicamente, podem ser vistos e também tocados. Máquinas, equipamentos, veículos, imóveis estão nesta lista. São aqueles que sumiram na primeira parte do nosso filme.
Por sua natureza, muitos dos ativos tangíveis sofrem com a depreciação ao passar do tempo. A gestão de patrimônio tem como uma de suas missões fazer a mensuração desta perda contábil. Da mesma forma, um ativo novo pode, com o surgimento de novas tecnologias, tornar-se obsoleto rapidamente. Também há a necessidade de se contabilizar essas perdas.

Ativos intangíveis
Logotipos, softwares, marcas comerciais, direitos autorais, entre vários outros exemplos, não podem ser tocados, mas também são importantes para o funcionamento perfeitos dos processos corporativos e se enquadram nesta categoria. São os bens referentes à segunda parte do nosso filme de bens desaparecidos.
Em geral, estes ativos intangíveis são amortizados com o passar do tempo. Alguns, como softwares, também podem se tornar obsoletos. Mais uma vez, cabe à gestão de patrimônio a correta contabilização destes valores.

O que são os Bens Patrimoniais de Consumo e Permanentes

Essa é uma outro possibilidade de classificação dos Bens Patrimoniais, desta vez considerando o uso e o tipo de cada ativo. Neste caso, os bens são classificados como:

Bens Patrimoniais de Consumo
São os ativos que podemos usar imediatamente, ou em um período inferior a um ano. Ora, a empresa precisa de materiais de limpeza, de escritório e muitas vezes de alimentos. Algumas máquinas precisam de peças de reposição imediata. Tudo isso é classificado como bens patrimoniais de consumo.

Bens Patrimoniais Permanentes
Outro grupo de bens tem uma durabilidade bem maior. São ativos que vão ser usados por muito mais tempo e, quando a empresa assim achar necessário, podem ser vendidos. Um imóvel, um veículo, uma máquina de produção, computadores, mesas, cadeiras e outros móveis se enquadram nesta categoria, que também pode ser chamada de ativo imobilizado.

Note que o princípio da depreciação pode ser usado em cada um dos bens considerados como ativo imobilizado. Afinal, um veículo perde uma parte do seu valor inicial a cada ano que se passa.

Como usar as classificações do Bens Patrimoniais no processo de gestão?

Uma vez que se sabe como são classificados os Bens Patrimoniais já é possível melhorar e muito a gestão.

Este processo começa com um inventário de todos os bens que compõe o ativo imobilizado, com a identificação de cada peça, sua localização e seu estado de conservação. É preciso conhecer o valor justo de cada item, fazer a perfeita determinação de suas taxas de depreciação e verificar se elas possuem valor recuperável em um Teste de Impairment.

Ter profissionais capacitados nestes processos ao seu lado é uma excelente ideia. Eles têm toda a expertise para que este processos seja tocado de forma perfeita tanto do ponto de vista contábil quanto legal.

Se o empresário que viu seus bens sumirem lá do início deste artigo tiver feito isso durante o enredo dos filmes, certamente o final será muito mais feliz para ele!

Conheça a Integrade Consulting

A Integrade Consulting é uma empresa especializada em controle patrimoninal e avaliação, com uma solução completa para gestão patrimonial de bens. Entre em contato com um de nossos consultores especializados. E agende uma visita comercial para conhecer melhor o que nossos profissionais podem fazer pelos processos e sistemas de sua empresa. Conheça também nossas soluções e viste nosso Site Institucional.

Logo_rodapé_desktop

Av. Adolfo Pinheiro nº 1.000
Conj. 123 – 12º andar
Santo Amaro – São Paulo – SP
CEP: 04734-002
Fone: (11) 5081-5001