ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Quer receber mais informações sobre nossos produtos e serviços?
Envie suas dúvidas ou solicite uma proposta comercial com a Integrade Consulting.

Contato

Para entrar em contato preencha o fórmulário


(11) 5081-5001 | comercial@integrade.com.br

Emplaquetamento de Bens Patrimoniais

A realização de um inventário patrimonial é extremamente necessária para o processo de controle físico de ativos imobilizados de uma empresa, assim como, para fins contábeis e em momentos de tomada de decisões estratégicas da organização.

Dessa forma, durante o processo de inventário de bens patrimoniais, algumas etapas são realizadas e a execução de elementos como o emplaquetamento é fundamental, para que esse controle seja eficiente e não traga problemas no futuro.

Neste artigo, destacamos o porquê de fazer um inventário patrimonial, a importância da execução de emplaquetamento de bens patrimoniais no processo de inventário patrimonial, assim como, algumas vantagens desse processo, e também, como é feita a etiquetagem patrimonial.

Acompanhe !!!

Por que fazer um inventário patrimonial?

Antes de falarmos sobre o emplaquetamento de bens patrimonais, é interessante pensarmos sobre o porquê de fazer um inventário de bens patrimoniais.

Esse processo é fundamental para obtenção de resultados precisos, pois, auxiliará a empresa estrategicamente em diversas situações de tomada de decisões, além de apresentar dados que vão demonstrar a realidade física atual e fazer o registro e a associação dos ativos imobilizados, possibilitando a criação de uma base de dados bem estruturada e atualizada dos bens da empresa.

Dentro do procedimento de emplaqueamento de bens patrimoniais, ocorre a identificação física dos ativos fixos, com todas as etapas necessárias, a qual falaremos neste artigo. Além disso, torna-se imperativo citar a relevância do levantamento dos dados destes ativos, impactando diretamente na etapa de conciliação contábil, viabilizando informações sobre a existência dos bens ou do montante de bens da organização, entre outros fatores importantes.

Quais são os tipos de bens patrimoniais que podem ser inventariados?

Dentre os tipos de bens que podem fazer parte de um inventário patrimonial, podemos citar:

• Máquinas e equipamentos;
• Veículos;
• Edificações;
• Eletrônicos;
• Móveis;
• Utensílios;
• Equipamentos de informática.

Agora que já vimos a importância de fazer um inventário de bens patrimoniais de uma organização e quais são os bens que podem fazer parte de um inventário patrimonial, vamos abordar com mais detalhes o que é o processo de emplaquetamento de Bens Patrimoniais.

O que é o emplaquetamento?

Dentro do procedimento de identificação física dos ativos imobilizados, que acontece no inventário patrimonial, existem algumas etapas como a listagem dos ativos, o emplaquetamento, local de fixação, processo fotográfico, a descrição detalhada dos bens e até como fixar melhor as plaquetas.

O emplaquetamento ocorre na etapa de levantamento de bens patrimoniais e com isso, fazer a etiquetagem destes bens é necessário para a identificação visual, para obter um controle dos bens patrimoniais da empresa, além de evitar equívocos em relação à conciliação contábil ou na localização destes ativos em algum outro momento.

Quais são as vantagens da etiqueta patrimonial no processo de inventário?

Além desses fatores relevantes citados acima, podemos conferir algumas outras vantagens que esse processo de emplaquetamento de bens patrimoniais pode proporcionar.

• Contabilizar os ativos fixos;
• Assessorar no ponto de conciliação contábil x físico;
• Assegurar a proteção de bens e evitar furtos e desvios;
• Reduzir prazos em inventários futuros;
• Funcionalidade de um sistema de controle patrimonial;

Decerto, são diversos benefícios que ajudam na estruturação de um banco de dados dos ativos imobilizados da empresa, possibilitando uma maior organização no inventário patrimonial.

Como é feita a etiquetagem patrimonial?

Então, agora que você já conhece alguns benefícios que o processo de emplaquetamento pode proporcionar à uma organização, vamos conferir como é realizada a etiquetagem de ativos fixos, dentro do processo de inventário patrimonial.

O emplaquetamento de bens patrimoniais faz parte da etapa física do processo de inventário patrimonial, sendo a etiquetagem dos bens, uma etapa dentro de todo o processo de inventariado.

Dessa forma, podemos dividir a etiquetagem dos bens dentro desse sistema em:

1. Definição de materiais das etiquetas patrimoniais. Nesta etapa, precisa ser definido o tipo, o modelo, o tamanho ideal, o material utilizado, a forma de fixação, a sequência numérica, entre outros elementos das etiquetas. Isto é, existem diversas possibilidades para a escolha das etiquetas, sendo necessário adequá-las aos tipos de ativos imobilizados que vão ser inventariados;

2. Compra das placas patrimoniais. Após a definição dos materiais que serão utilizados, chegou a hora de adquirir as placas patrimoniais;

3. Elaboração de um manual de instrução de emplaquetamento dos bens. Esse manual servirá como guia para a equipe que executará o emplaquetamento, tornando o processo de etiquetagem padronizado;

4. O emplaquetamento dos bens. Nessa fase, é importante ter o controle das placas patrimoniais de toda a equipe designada para fazer o inventário patrimonial;

5. Checagem. Conferir se todos os bens foram etiquetados e inventariados, verificando se há algum equívoco no processo e corrigindo, se houver algum problema.

Esse é o passo a passo para realizar a etiquetagem patrimonial dos ativos fixos. Mas vale lembrar que o emplaquetamento dos bens patrimoniais faz parte do processo de inventário patrimonial da empresa. Portanto, é importante destacar que esse processo envolve outros elementos que não foram citados neste artigo.

Considerações finais

Com isso, podemos dizer que apesar de não ser um procedimento obrigatório no processo de inventário patrimonial, o emplaquetamento de bens patrimoniais é extremamente necessária, pois, traz diversos benefícios para a organização, tanto no controle dos ativos na etapa física do inventário, quanto na etapa contábil, quando é possível visualizar o valor patrimonial real que a empresa tem através do controle de ativos imobilizados.

Conheça a Integrade Consulting

A Integrade Consulting é uma empresa especializada em controle patrimoninal e avaliação, com uma solução completa para gestão patrimonial de bens. Entre em contato com um de nossos consultores especializados. E agende uma visita comercial para conhecer melhor o que nossos profissionais podem fazer pelos processos e sistemas de sua empresa. Conheça também nossas soluções e viste nosso Site Institucional.

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Quer receber mais informações sobre nossos produtos e serviços?
Envie suas dúvidas ou solicite uma proposta comercial com a Integrade Consulting.

Contato

Para entrar em contato preencha o fórmulário


Logo_rodapé_desktop

Av. Adolfo Pinheiro nº 1.000
Conj. 123 – 12º andar
Santo Amaro – São Paulo – SP
CEP: 04734-002
Fone: (11) 5081-5001

Está interessado em algum dos nossos serviços?

Entre em contato agora mesmo!