(11) 5081-5001 | comercial@integrade.com.br

Qual é a diferença entre amortização e depreciação ?

A amortização e a depreciação são conceitos conhecidos da área de contabilidade, mas o entendimento a respeito destes assuntos não pode ficar limitado apenas à profissionais do setor, pois estes encargos fazem parte do dia a dia de todos.

Pensando nisso este artigo foi elaborado para explicar de forma ampla e detalhada o que é amortização, depreciação e sua principal diferença para melhor entendimento do assunto. Para começar iremos elencar o que é amortização e depreciação respectivamente:

Amortização

A amortização é o pagamento de uma divida por meio de prestações em um prazo pré-estabelecido. O cálculo é feito em cima do valor principal da dívida, do montante real que foi emprestado ou do valor financiado. As parcelas não se referem apenas à amortização, mas também aos encargos e juros embutidos.

Existem diferentes modalidades de amortização, O Sistema de Amortização Constante (SAC), e a tabela Price são os mais utilizadas no Brasil, mas também há os sistemas Pagamento Único e Sistema Americano.

1. Sistema de Amortização Constante (SAC)

No Sistema de Amortização Constante (SAC) o valor deduzido do principal da dívida todos os meses é o mesmo, o que há é uma alteração do valor das parcelas em razão dos juros, que são calculados em cima do saldo devedor. As parcelas iniciais são maiores e vão diminuindo à medida que são pagas, como a amortização é constante, há uma redução no valor das prestações ao longo do tempo pois os juros ficam menores.

Em suma o valor constante é derivado das amortizações, acrescidas de taxas de juros e encargos, os quais foram estabelecidas no contrato. Ideal nos casos de financiamentos de imóveis.

2. Tabela Price

Na Tabela Price o valor da parcela é calculado pela soma da amortização e do juros, sendo assim o valor das prestações é o mesmo durante o decorrer do prazo do financiamento. Aplicada normalmente na compra parcelada de eletrodomésticos e de veículos.

3. Sistema Americano

No Sistema Americano o pagamento será em cima dos juros das parcelas. Após a finalização do empréstimo, deverá ser quitado o valor integral.

4. Pagamento Único

No Pagamento único como o próprio nome já diz, o pagamento é realizado em uma única parcela, calculado com base na amortização total da dívida e juros.

O que é amortização extraordinária?

Há também a possibilidade de uma amortização extraordinária, que é quando o devedor pode antecipar algumas parcelas, reduzindo o número delas. No caso da escolha de redução das parcelas, o que vai diminuir é o seu valor e não o número e caso escolha a diminuição do número de parcelas, haverá uma redução dos juros e encargos embutidos.

Como escolher qual a melhor modalidade de amortização?

Na hora de definir a melhor opção de amortização é necessário levar em conta pontos como: o tempo pretendido para o pagamento da dívida, qual sistema vai impactar menos no orçamento e verificar as condições financeiras, esta escolha deve ser feita juntamente com um consultor financeiro para que se possa ter melhores resultados na forma de como pagar a dívida.

Depreciação

A depreciação é o processo de perda do valor de um bem devido ao seu uso, ao desgaste natural ou de sua obsolescência. Essa depreciação é registrada como um percentual do valor contábil do bem que é descontado ao longo do tempo, de acordo com sua expectativa de vida útil estimada.

É a Receita Federal quem determina qual a vida útil estimada de um bem e, com base nela, sua taxa anual de depreciação, que pode começar a ser contada a partir da instalação do bem. Ao final do período de vida útil, não poderá ultrapassar o custo de aquisição do ativo.

De acordo com a Receita Federal a taxa de depreciação dos principais bens é:

- Edificações: 4% com 25 anos de vida útil.

- Instalações: 10% com 10 anos de vida útil.

- Móveis e utensílios: 10% com 10 anos de vida útil.

- Máquinas e equipamentos: 10% com 10 anos de vida útil.

- Veículos: 20% com 5 anos de vida útil.

- Computadores e Periféricos: 20% com 5 anos de vida útil.

A partir dessa expectativa de vida útil estimada é que se pode calcular a depreciação anual de um bem. Não significa necessariamente que o bem não terá nenhum valor após seu término, mas sim que ele esgotou o tempo de sua utilização econômica.

No caso de bens que são comprados usados, a taxa anual de depreciação deverá considerar a metade da vida útil admissível para o bem adquirido novo ou o restante da vida útil, considerando a data da primeira instalação do bem pelo antigo proprietário.

Segundo a legislação, não são todos os bens que podem ser depreciados, os terrenos, os prédios e as construções que não estão alugados nem são utilizados na produção são exceções. O mesmo vale para as obras de arte e as antiguidades, bens que costumam aumentar de valor com o tempo.

A depreciação do bem ligada diretamente na produção, é contabilizada como custo. E a depreciação dos bens que não são utilizados diretamente na produção e sim na área administrativa é dada como despesa. A diferença entre os dois é que os custos podem ser atribuídos diretamente ao produto final, o que ajuda na análise do retorno que o produto está gerando. As despesas, por serem de caráter geral, dificilmente podem ser vinculadas diretamente aos produtos e serviços oferecidos pela empresa.

A contabilização da depreciação é importante não apenas para aumentar o controle sobre as finanças e os riscos, mas também por ter impacto direto no cálculo dos impostos. Além do impacto no lucro, o registro da depreciação também corrige o valor do bem ao longo dos anos, o que também pode ter reflexos nos impostos devidos.

Amortização X Depreciação

Agora que foi esclarecido amplamente o que é amortização e depreciação podemos dizer que ambas não tem relação alguma em suas definições.

A depreciação incide sobre os bens físicos, enquanto a amortização relaciona-se com a diminuição de valor dos direitos com prazo limitado.

Em um empreendimento, alguns bens podem perder valor por estarem depreciados ou ainda ganhar valor com o passar do tempo caso a depreciação não seja considerável.

Conheça a Integrade Consulting

A Integrade Consulting é uma empresa especializada em controle patrimoninal e avaliação, com uma solução completa para gestão patrimonial de bens. Entre em contato com um de nossos consultores especializados. E agende uma visita comercial para conhecer melhor o que nossos profissionais podem fazer pelos processos e sistemas de sua empresa. Conheça também nossas soluções e viste nosso Site Institucional.

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Quer receber mais informações sobre nossos produtos e serviços?
Envie suas dúvidas ou solicite uma proposta comercial com a Integrade Consulting.

Contato

Para entrar em contato preencha o fórmulário


Logo_rodapé_desktop

Integrade

Av. Adolfo Pinheiro nº 1.000
Conj. 123 – 12º andar
Santo Amaro – São Paulo – SP
CEP: 04734-002
Fone: (11) 5081-5001

Logo_rodapé_desktop

Av. Adolfo Pinheiro nº 1.000
Conj. 123 – 12º andar
Santo Amaro – São Paulo – SP
CEP: 04734-002
Fone: (11) 5081-5001

Está interessado em algum dos nossos serviços?

Entre em contato agora mesmo!